Rafael Cavalheiro


Verde será… e azul também!

Casa Claudia Maio09

Eu gosto de azul e minha esposa gosta de verde. Eu gosto muito de verde também, mas prefiro azul. Vamos reformar o nosso quarto e tinhamos chegado a conclusão que o tema escolhido seria Navy. Compramos os tecidos das almofadas: azul xadrez, liso e um estampado discreto. 

Eis que, em um passeio no final da tarde deste domingo, ela se depara com a capa da última edição da Casa Claudia. Com dizeres como “Aprenda como combinar cores como vermelho e fúcsia, turquesa e verde e azul e vermelho.” Segue o ambiente referenciado na capa:

cc-0573-88-cor-e-cor-03

Tudo certo, nada resolvido. Gosto da combinação de cores, mas na imagem vê-se claramente que é um ambiente de sala, e não um quarto. A tinta usada na parede é da Suvinil (ref. E068*) e claramente mistura os tons de azul turquesa e verde. Confesso ser um pouco reticente a cores vibrantes em quartos. Então recorri ao meu material de cromoterapia. 

Verde:

  • Dilata os capilares e produz sensação de calor. 
  • Alivia a tensão, mas usado em excesso torna-se enfadonho.

Azul:

  • Cor da intuição e das faculdades mentais elevadas.
  • Contra indicado para resfriados, gota, hipertensão, contrações musculares, paralisia, reumatismo crônico e taquicardia (batimento cardíaco acelerado).

Esteticamente, as duas cores combinam e os efeitos causados por elas se complementam. Verde será… e azul também.



Prefiro desenho a mão
maio 20, 2009, 3:24 am
Filed under: Uncategorized | Tags: , , ,

croquiEm tempos onde Autocad está virando coisa do passado e 3D é a nova onda, me sinto pressionado a largar minha velha e boa lapiseira. Como os arquitetos vendiam seus trabalhos antes do computador? Parece que as pessoas não sabem mais enxergar imagens no papel. 

Gente que não teve infância. Quem nunca fez um desenho de palito para ilustrar uma explicação? Eu gosto mesmo é de sentar na varanda num final de tarde com meu bloco no colo, chimarrão ao lado e minha melhor amiga na mão: minha lapiseira. Carregar laptop pra cima e pra baixo? Que nada. No boteco, no trânsito e em qualquer lugar. Um pedaço de papel e uma caneta bic ou qualquer outra coisa que escreva/ desenhe/ me permita criar.

Se eu sei fazer 3D? Claro que sei. Mas ainda prefiro um bom croqui. Desabafo!